Evitando o desperdício em restaurantes

O desperdício em restaurante pode se tornar uma constante que impacta o seu negócio por todos os lados. A começar pelo consumo elevado de energia elétrica, água e outros recursos.

Além disso, existe a preocupação com os restos de alimentos deixados pelos clientes. Um estudo recente da ONU aponta que 30% de todo o alimento produzido, ao redor do mundo, acaba no lixo.

Acontece que você e sua equipe podem ser determinantes para mudar esse quadro. Neste post, vamos conferir algumas dicas para reduzir o consumo e evitar a perda de alimentos. Confira!

Redução no desperdício de água

Com temporizadores instalados nas torneiras dos banheiros, você pode obter uma economia de até 40% mensalmente. O mesmo funciona com sanitários de baixa vazão.

Para acompanhar a tendência de economia na cozinha também, faça o seguinte:

  • Deixe a louça acumular em uma bacia grande
  • Cerca de 10 minutos antes de lavá-la, dilua uma colher de cloro e outra de detergente em 20 litros de água na mesma bacia

A medida ajuda tanto para ajudar na limpeza dos utensílios — mantendo a qualidade — quanto na utilização de menos água no processo.

Economia também em energia elétrica

Um restaurante demanda um considerável uso de energia elétrica para manter os alimentos conservados. Sem falar em conveniências, como o ar-condicionado ou a própria iluminação do estabelecimento.

Para os refrigerados e freezers é importante criar um hábito preventivo de checar as condições das borrachas de vedação. Criar uma rotina para degelar ambos também ajuda, já que o acúmulo de gelo consome mais energia elétrica.

É possível também avaliar o quanto seus equipamentos consomem de energia em determinados períodos. Com os dados, procure comparar com aparelhos similares e se eles podem trazer uma redução no consumo mensal.

Claro que o investimento gera custos. Mas pode ser a oportunidade que você estava procurando para modernizar a cozinha.

Sobre o já citado ar-condicionado, quanto mais sujeira acumulada maior será o desperdício de energia. Por isso, deixe os filtros sempre limpos, bem como as entradas e saídas do aparelho. Para otimizar o seu uso, as portas e janelas devem ser mantidas fechadas enquanto o ar-condicionado estiver ligado. Do contrário, a climatização será pouco eficiente.

Outro aspecto que ajuda a minimizar o desperdício de energia no restaurante é a regulagem dos freezers. Assim, eles passam a consumir o suficiente para manter os alimentos congelados.

Atenção aos poluentes e à coleta de lixo

Um restaurante tem grande relevância na conservação ou degradação do meio ambiente, sabia?

Bom exemplo disso é o descarte de óleo de cozinha. Um litro do produto pode contaminar até 20 mil litros de água. Em vez de despejá-lo na pia, filtre o produto e armazene-o em garrafas de plástico para descartar em locais adequados.

Uma alternativa é a substituição do óleo pelas fritadeiras elétricas. O consumo de energia elétrica pode ser maior, mas contribui com resultados benéficos no restaurante.

Sobre o lixo produzido, implemente a coleta seletiva em seu empreendimento. Além de hastear a bandeira da sustentabilidade em sua marca, facilita o descarte ou a reutilização de materiais, como os recicláveis. Um restaurante de médio porte produz, em média, 150 mil toneladas de lixo por ano. Assim, a medida possui grande impacto na redução desse impressionante número.

Dicas para reduzir o desperdício com matéria-prima

Nenhum gestor gosta de ver sua matéria-prima desperdiçada — seja por armazenamento indevido ou no prato do cliente. Além da consciência moral em jogar fora alimentos, a recorrência nisso se traduz em prejuízos diversos para o seu negócio.

Agora, com uma boa política para reduzir ao máximo o desperdício, você gasta menos com imprevistos. Com isso, é possível investir em melhorias no serviço ou em infraestrutura.

A seguir, selecionamos algumas dicas para potencializar a sua campanha contra o desperdício no restaurante:

Atenção ao prazo de validade dos produtos

O controle de estoque é fundamental para que os alimentos sejam adquiridos e utilizados em tempo. Sem falar que essa gestão planejada ajuda a garantir o uso consciente dos alimentos.

Cuidado com a armazenagem dos produtos

Cada alimento ou ingrediente necessita de um cuidado particular de conservação. Faça um check-list dos produtos que você mais usa, em seu restaurante, e as respectivas medidas de armazenamento. Isso ajuda a orientar a equipe e a fazer com que todos compreendam a melhor solução para cada produto utilizado.

Crie uma equipe dedicada ao controle de desperdícios

Antes de reunir a sua equipe, elabore um documento com as principais causas de desperdícios no restaurante. Em seguida, repasse os resultados aos seus colaboradores.

Com todos cientes das áreas que mais estão gerando custos desnecessários, desenvolva uma força-tarefa para reduzir esses gastos. Cada um passará a ser responsável por um segmento, seguindo as suas orientações para trabalhar com mais assertividade.

Além disso, para valorizar os esforços de seus colaboradores você pode criar um programa de recompensas. Para isso, estabeleça metas e promova uma sadia competição para motivar a equipe e tornar a tarefa mais divertida, até.

Estenda o cuidado com desperdício ao resto ingesta

Como mencionamos no início do artigo, o consumidor também responde pelo desperdício em restaurantes. O resto ingesta é um bom indicativo do que pode ser feito para limitar os alimentos que voltam à cozinha.

Uma solução é a reavaliação das porções dosadas em cada prato. Caso os clientes não consigam comer tudo, um planejamento novo pode ser de grande ajuda.

Outra ideia diz respeito ao próprio cardápio. Calcule quais são as receitas com maior e menor saída, e também quais possuem um elevado índice de resto ingesta.

Dessa maneira, você avalia as receitas que merecem lugar no cardápio e outras que podem ser removidas ou repensadas.

Crie uma política rigorosa contra o desperdício

Como vimos, é possível trabalhar para reduzir o desperdício em seu restaurante. Pode parecer difícil, mas assim que as práticas são implementadas os colaboradores se adaptam à rotina e o processo se torna natural. E isso é benéfico tanto para a imagem do restaurante, fortalecendo sua marca, quanto para desenvolver a moral de sua equipe e promover lucros para o restaurante.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta